Homem é condenado a 27 anos de prisão por estupro de enteada de 8 anos

Conforme consta nos autos, a vítima teve o ânus dilacerado pelo acusado.
O juiz da segunda Vara Criminal de Sorriso, Anderson Candiotto, condenou um homem a 27 anos e um mês de prisão em regime fechado por estupro de vulnerável. O réu, por várias vezes, sendo uma delas em março do ano passado, praticou atos libidinosos diversos, bem como manteve relação sexual com a então enteada, de 8 anos. 
Conforme consta nos autos, o magistrado, na sentença, “levou em consideração o laudo pericial realizado na vítima que constatou ruptura himenal e laceração do ânus, bem como a palavra da vítima, que prestou depoimento perante a equipe forense de psicologia”.  
Segundo o depoimento da vítima, o padrasto, durante a noite, ia até o seu quarto enquanto a mãe dormia, e praticava os abusos, até que um dia a genitora da menina flagrou no período da tarde, num fim de semana, o seu ex-companheiro dentro do quarto da criança, que estava chorando, e chamou a polícia. 
Na época, exame de corpo de delito foi realizado e constatou-se que a vítima estava machucada em suas partes íntimas e no pescoço.  
Na sentença, considerou-se para o agravamento da pena, bem como o número de vezes em que os abusos ocorreram, por muitas vezes, além do crime ter sido praticado em plena pandemia, situação de calamidade pública que obriga muitas vezes suas vítimas a permanecerem em quarentena junto com o agressor.  

Da sentença ainda cabe recurso, mas o acusado continuará preso. 

Texto: Redação Portal Sorriso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *