MERCADO BRASILEIRO DA SOJA PERMANECE TRAVADO COM EFEITOS DO TABELAMENTO DOS FRETES

O mercado em Chicago ficou pressionado nesta quinta-feira por um movimento de retração da exposição aos riscos. Gestores de fundos especuladores reverteram parte de suas posições compradas na aversão ao risco, uma vez que os mapas climáticos para os Estados Unidos são favoráveis para a safra de soja norte-americana.

Ainda é prematuro qualquer afirmação neste sentido, no entanto, o começo da safra norte-americana é um dos melhores de sua história e nenhuma ameaça climática é observada nas previsões para os próximos 15 dias.

A AGResources mantém o posicionamento que a especulação carece de informações mais concretas sobre o relacionamento mercantil da China com os EUA. A falta de uma tendência específica para os preços de curto e médio prazo será mantida até com que está “Guerra Comercial” chegue ao fim, ou que haja a exaustão especulativa deste tema.

Além do mais, a definição da tendência climática para verão norte-americano, prevista entre junho e agosto, colocará peso na direção dos preços. O Real brasileiro segue em desvalorização acentuada, com a falta de reação governamental do país, frente à uma economia global em ascensão.

Os mapas de previsões meteorológicas atualizados trazem a confirmação de temperaturas acima da média, para todo o Centro dos Estados Unidos. Uma massa de ar quente de alta pressão se estaciona sobre a região, repelindo a chegada e formação de chuvas para os extremos da região afetada.

No entanto, o calor não traz nenhum prejuízo agronômico, uma vez que rodadas constantes de precipitações são oferecidas para todo o Cinturão Agrícola e Delta do Mississippi.

Apesar da concentração ao norte dos totais pluviométricos mais pesados, ainda sim as demais áreas sojicultoras serão regadas num raio de 25-50 mm acumulados para os próximos 10 dias. O fator temperatura acelera o processo de evapotranspiração do sistema solo e planta. No entanto, desde que a umidade do solo se mantenha em níveis adequados, o calor não será um problema.

Fonte – SóNoticias/Agronotcias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *