Baderneiros quebram perna de policial durante comemoração do Palmeiras em MT (veja os vídeos)

Confusão foi registrada por volta das 22 horas em Tangará da Serra; populares atiraram garrafas e pedras contra os agentes.

Fonte – Reporter MT com PMMT

A comemoração do título do Palmeiras pela Copa do Brasil, na noite do último domingo (7), terminou com 3 pessoas presas e um policial militar com a perna quebrada. O fato ocorreu em Tangará da Serra (239 km de Cuiabá), por volta das 22 horas.
Conforme boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para garantir o cumprimento do decreto estadual que proíbe aglomerações e estabelece toque de recolher às 21 horas.
Ao chegarem ao local, constataram que havia 2 carros com o porta malas abertos e com som muito alto. Foi solicitado que o som fosse abaixado, pedido que não foi atendido. Os PMs precisaram abaixar o porta-malas, momento em que solicitaram os documentos pessoais.
o verificar que os dois carros estavam irregulares, os policiais informaram que eles seriam guinchados, instigando a fúria dos envolvidos, que começaram a xingar e ameaçar os PMs.
Os agentes pediram calma e que mantivessem a distância, porém eles foram pra cima, sendo necessário dar voz de prisão para L.H.G., 26 anos, momento que a confusão ganhou contornos mais violentos.
L. tentou acertar um soldado com um soco e foi imobilizado com um ‘mata leão’. Ao ver que o amigo estava sendo imobilizado, M.G.G., 23 anos, tentou agarrar a arma de um tenente e o derrubou. A partir disso, populares começaram a jogar garrafas e pedras contra a guarnição.
No momento em que M. era imobilizado J.G.G., 24 anos, irmã de G. começou a chutar tenente, que ainda estavam no solo em luta corporal com G.
Foi necessário chamar outra viatura e usar gás de pimenta para afastar os agressores. Após a prisão dos dois homens, J. continuava a xingar os policiais e recebeu voz de prisão.
Ela resistiu e foi preciso usar de forma moderada para contê-la, porém, J. ainda conseguiu derrubar o policial. Ela sofreu uma lesão nos lábios e no olho devido a defesa do policial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *